Muitos influenciadores começaram a desmistificar a ‘vida perfeita’ exibida nas redes sociais ao publicar os bastidores nada glamurosos de cada clique ou até mesmo fotos sem filtros. Paige Watts é uma das personalidades que entrou nesta onda.

As fotos da estadunidense de Utah são realmente incríveis e cheias de estilo. Mas deslize para o lado e veja que por trás de cada clique, há situações desgastantes, trabalhosas e muitas vezes “ridículas”.

Como nesta publicação de Halloween. “Os bastidores foram malucos! Tivemos um erro épico, mas eu estava determinada em fazer acontecer”, escreveu na legenda.

A produção acendeu todas as velas do arranjo para a foto, mas a cera começou a escorrer no rosto de Paige, “está pingando na minha testa”, ela diz no vídeo, expressando dor.

 

Ver essa foto no Instagram

 

hallo-kween 🕯🕷 (these two #bts are crazy! we had a major fail but i was determined to make it work!) makeup: @fringewithbenefits801

Uma publicação compartilhada por paige arminta watts (@paigearminta) em

“Acredito que isso mostra a realidade do meu trabalho e lembra que sou humana”, Watts explicou em entrevista ao Insider. “Todos nós publicamos fotos lindas, mas os bastidores geralmente não são tão bonitos”, ressalta.

“Na maioria das vezes eu pareço bem estranha fazendo poses malucas. Geralmente encaro situações constrangedoras em público. Estou escalando ou engatinhando com um look glamuroso para tirar a foto em um lugar perfeito”, detalha. Apesar de mostrar um lado não tão deslumbrante, os vídeos “dão vida às fotos”, na opinião de Watts.

E chegar a resultados incríveis leva tempo. Enquanto algumas fotos são feitas em 10 minutos, Watts diz que chegou a demorar 45 minutos para conseguir a imagem abaixo, a mais demorada até agora.

 

Ver essa foto no Instagram

 

a toast to all of us who are suffering from the algorithm: it’s IG that’s lame. not you! ❤️swipe for #bts!!

Uma publicação compartilhada por paige arminta watts (@paigearminta) em

Para ela, o material dos bastidores é uma forma de validar o trabalho de criadores de conteúdo e incentivar “aqueles que também querem ser, mas não têm confiança”.

Fechar X
Sem mais artigos