É quase impossível não ficar nervoso antes de uma entrevista de emprego, então quanto mais preparado e confiante estiver, menos você irá transparecer esta ansiedade e provavelmente se sairá melhor.

Por isso, o site Refinery 29 listou as soluções para aquelas questões que, por mais comuns, aterrorizam até os candidatos mais preparados. A solução é montar as respostas em casa e saber as respostas na ponta da língua, o que mostra segurança e rapidez. Que tal praticar?

Veja como se dar bem diante das perguntas mais clichês de entrevistas de emprego

Reprodução / Visual Hunt

1) Fale sobre sua história de trabalho
Seu currículo tem, ou deveria ter, apenas uma página. Claro que nem tudo está lá, então esta é a chance de enumerar suas conquistas e não simplesmente falar por quais empresas passou. Tente explicar o que realmente fez de bom no seu caminho profissional além dos números.

2) Por que está interessado nesta vaga?
Esta questão é quase obrigatória, então você deve ter uma resposta afiada já pronta. Uma opção é falar sobre a paixão pela profissão e mostrar que pequisou sobre o cargo e o que ele poderá te proporcionar.

3) Por que você quer trabalhar aqui?
Faça uma pesquisa sobre a empresa e mostre entusiasmo em ser parte da equipe. Personalize! Mostre interesse em ser mais que um número. Então, se a companhia oferece aulas de línguas, por exemplo, vale a pena dizer que este é um diferencial importante para você.

4) Quais suas qualidades?
Outro clichê das entrevistas. Como resolvê-lo e ir além das respostas triviais, como ser organizado ou criativo? Relembre os melhores feedbacks de gestores antigos e faça uma lista com eles. Separe alguns e conte experiências em que demonstrou estas características de forma positiva. [leimais]

5) Quais são seus defeitos?
Perfeccionista não vale, ok? Este é o clichê mais difícil de uma entrevista porque pode arruinar suas chances de uma vaga. A dica? Seja criativo! Revele algum defeito não muito comprometedor e aponte logo na sequência uma solução, afinal, ninguém é perfeito. É importante deixar claro que você tem consciência que precisa melhorar. Use a velha “técnica” de sair pela tangente, seja esperto, convença, mas não revele demais.

6) Conte como resolveu um problema no trabalho?
Aqui é sua chance de mostrar como “brilhou” em algum momento da carreira. Não precisa escolher um problema épico, mas sim algo em que você se saiu bem e foi flexível, pensou rápido e tomou a melhor decisão. Se teve apoio da equipe, não deixe de mencionar como coordenou e influenciou outras pessoas.

7) Por que quer sair de seu emprego atual?
Esta é a pergunta mais constrangedora! E, por favor, entrevista não é lugar de mimimi, então deixe qualquer reclamação para conversa com amigos. O básico é dizer que busca crescimento. Quer se diferenciar? Mostre que pesquisou sobre a empresa e dê algumas razões sobre como acha que poderia ajudar e ser ajudado por ela.

8) Como seus gestores e colegas te descrevem?
Agarre-se a esta pergunta porque é a chance de se gabar usando as palavras de outras pessoas! Desde que seja verdade, ok? De novo, relembre feedbacks positivos, elogios de clientes e parceria com colegas. Se nada vier à mente, uma saída pode ser contar que seu atual trabalho não lhe permite usar todo seu potencial e é justamente por isto que está na entrevista de um novo emprego.

9) O que faria de melhor na empresa?
Como a pergunta dos defeitos, é hora de ser sincero, mas sem forçar a barra. Além de dar sugestões de mudanças para a empresa (depois de pesquisar sobre ela, claro), o mais importante é listar de forma prática como faria isto.

10) Tem alguma pergunta para nós?
Nunca fale não, mesmo que não tenha nenhuma. Mostre interesse. ma sugestão é perguntar mais detalhes sobre como vai se desenrolar o processo seletivo. Não é hora de falar de férias, tudo bem?

11) Como você gosta de trabalhar?
Você é mais quieto, mas não se incomoda com gritaria. Prefere fones de ouvido para se concentrar. Gosta de conversar durante o expediente. Entenda como a empresa funciona e avalie se você se encaixaria no modelo. Seja sincero! Em alguns casos, não conseguir o trabalho pode ser melhor do que estar em um lugar que não se encaixa de jeito nenhum.

12) Como lida com uma situação em que não concorda com a decisão do chefe?
Pergunta difícil, hein?! Não é hora de contar aquela história de quando o chefe gritou e te fez chorar na frente dos colegas (acredite, isto acontece com mais gente do que imagina!). Uma saída é dizer como lidou com uma ou duas conversas complicadas e mostrar suas habilidades com a diplomacia e flexibilidade.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos