Uma pesquisa da Universidade de Bristol, na Inglaterra, mostra que casais que possuem hábitos de consumir bebidas alcoólicas são mais propensos a ficarem juntos. O estudo foi realizado com dados de 47 mil pares.

Os pesquisadores creem que isso pode estar relacionado a um gene do organismo que influencia a quantidade de bebida que o ser humano ingere e também sobre como isso afeta a mente. O estudo mostra que pessoas que bebem bastante acabam se casando com parceiros que também consomem bebidas alcoólicas numa quantidade razoável.

Um dos responsáveis pela pesquisa, Lawrence Rowe disse que a ideia surgiu após observar esse tipo de junção em relatos dos próprios casais. “‘Queríamos desvincular as possibilidades usando uma abordagem genética. A pesquisa sugere que o consumo de álcool influencia diretamente a escolha do parceiro, aumentando as evidências crescentes de que os humanos têm mais probabilidade de escolher um parceiro semelhante”, disse em entrevista à revista New Scientist.

A pesquisa também mostra que o parceiro que bebe menos aos poucos vai consumindo mais álcool. Os especialistas descobriram um aumento de 0,26 de álcool no organismo a cada semana que passava em que os casais saiam juntos.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos