Americana doa 33 litros de leite após morte da filha recém-nascida

Uma mulher de 22 anos do Estado de Dakota do Sul, nos Estados Unidos, deu um show de caridade. Alexis Marrino doou simplesmente 33 litros de leite para salvar a vida de bebês prematuros que necessitam do alimento.

A atitude, segundo Alexis, foi em homenagem à filha, que viveu pouco mais de uma hora após nascer. O bebê foi diagnosticado com uma anomalia que afetava o desenvolvimento da medula e do cérebro e que causaria certamente a morte a qualquer momento, antes ou depois do parto.

 

Alexis engravidou do marido, Michael, em 2018 e teve a pequena McKinleigh Marrino em 29 de julho. O parto não foi complicado, mas o bebê respirou por apenas 1 hora e 10 minutos. O casal contou que chegou a pelo menos segurar a filha nos braços.

 

“Precisava me lembrar por quem eu estava fazendo isso [doando o leite] e só assim consegui passar por esta situação”, disse Alexis. Ela doou os 33 litros de leite antes de voltar a trabalhar e tentar seguir com a sua vida.

Fechar X
Sem mais artigos