Um casal dos Estados Unidos gastou mais de US$ 55 mil, aproximadamente R$ 280 mil, em reformas na casa a fim de adaptá-la para cães idosos e com necessidades especiais. Eles não só têm um pet com essas características, mas sua ocupação é justamente resgatá-los de abrigos, da eutanásia, e dar um final digno a eles.

Chris e Mariesa Hughes, do estado de Nova York, são os fundadores da ONG The Mr. Mo Project, uma organização que resgata cães idosos de abrigos e encontra lares definitivos para eles. A dupla também ajuda a custear as despesas veterinárias de donos necessitados.

O projeto surgiu após a morte de Mo, o antigo cachorro do casal. Com sua partida, os dois se viram rodeados de contas médicas e perceberam como muitas pessoas abandonam seus cachorros na reta final porque não conseguem arcar com tais dívidas.

Mariesa e Chris também já salvaram centenas de cães da eutanásia, tendo em vista que a adoção de animais idosos é muito mais difícil e eles muitas vezes terminam suas vidas em abrigos.

Atualmente, o casal vive com 20 cães à procura de um lar e que possuem problemas de saúde diversos. O alto custo das reformas foi necessário para essas necessidades médicas fossem atendidas e todos tivessem uma boa qualidade de vida enquanto morassem na casa.

A residência possui uma piscina para hidroterapia, um colchão king size para que todos os “convidados” possam dormir juntos, além de ser adaptada com rampas e tapetes antiderrapantes.

Cuidar de 20 cães não é fácil: todas as manhãs eles gastam 45 minutos para alimentar os pets e dar as medicações. A parte mais difícil, no entanto, são as despesas médicas.

“Tentamos arrecadar o máximo de dinheiro possível, mas se um cão precisa de um tratamento de US$ 20 mil, pagamos no cartão de crédito e nos preocupamos depois. Sempre há uma conta de veterinário a ser paga, mas aprendemos a conviver com isso. Apesar de ser estressante, vale a pena”, explica Chris ao site Bored Panda.

Fechar X
Sem mais artigos