Fechar X

Frequentemente, atrizes e celebridades exibem na mídia um corpo muito diferente do que nós, “mulheres normais” vemos no espelho todos os dias. Músculos muito definidos e ausência de curvas e “gordurinhas” levantam dúvidas em relação ao preço que as celebridades pagam para ter um corpo bombado. Será que ela usam anabolizantes? Ou só exercícios e musculação garantem o tônus necessário para um corpaço como o delas? Essa tendência – de ter o corpo cada vez mais forte e definido – coloca em questão os padrões de beleza da mulher e indica que cada vez mais estamos abrindo mão da delicadeza do corpo feminino em busca do tônus e rigidez da musculatura dos homens.

Segundo o Psicólogo do Hospital das Clínicas de São Paulo, Niraldo de Oliveira Santos, existem apenas hipóteses sobre a busca feminina pelos músculos, mas nada clinicamente comprovado. Uma delas é a do mimetismo – termo usado na biologia para caracterizar animais que tentam se igualar a outros animais, com intuito de parecer quem não é.

“Para algumas mulheres a busca por músculos pode estar ligada à tentativa de diminuir as diferenças com o homem, se fazer parecer com os mesmos, uma vez que os músculos passam imagem de disciplina, força e imponência; é uma tentativa de inserção na nova cultura da sociedade, principalmente no que diz respeito ao mercado de trabalho”, explica Dr. Niraldo.

Outra hipótese apontada pelo psicólogo liga essa tendência à via do exagero. “As mulheres buscam chamar atenção pelo excesso, a fim de conseguir um lugar diferenciado na mídia”.

O grande problema é que a aquisição de músculos não é a mesma nos organismos femininos e masculinos – o ganho muscular é semelhante, porém as mulheres têm um volume muscular total menor – e na busca incessante por um corpo que não é característico do seu gênero, elas ignoram as diferenças e recorrem ao uso de anabolizantes.

De acordo com o Dr. Gustavo Campelo, Médico do Esporte no Instituto de Ortopedia do Hospital das Clínicas de São Paulo, essa atitude acontece seja por fim competitivo (fisioculturismo) ou algum padrão estético distorcido. “Mas mulheres (e homens) não precisam e não o devem usar anabolizantes”, afirma Gustavo.  

Os esteróides anabolizantes conhecidos popularmente como bombas – substancias com efeitos similares à testosterona que aumentam a massa muscular – podem trazer uma série de danos à saúde da mulher, como: engrossamento de voz, queda de cabelos, crescimento de pêlos no rosto e no corpo, acne, redução do tecido mamário, aumento do clitóris, desregulação do ciclo menstrual, doenças cardíacas, hipertensão arterial, lesões tendíneas, doença de tireóide, alteração do colesterol, problemas no fígado, nos rins e até câncer. “Além disso, a pessoa pode ficar agressiva e entrar em depressão quando os anabolizantes são suspensos”, alerta o médico.

 

É possível ter um corpo sarado praticando exercícios físicos (musculação e aeróbica) e seguindo uma alimentação balanceada, sem ingestão de bombas. De quebra, você ainda garante suas curvas femininas, continua honrando o gênero e deixando queixos caídos por onde passa.

Veja na galeria acima as famosas que andam desfilando um corpo mais musculoso por aí.

Fechar X
Sem mais artigos