O empresário chinês Tan Youhui estava tendo problemas com um competidor chamado Wei Mou, então decidiu contratar um assassino de aluguel para matar o adversário de negócio. Ele ofereceu $218 mil libras na moeda chinesa (aproximadamente R$ 1,1 milhão) para o trabalho. Até aí, a história já é muito estranha e errada.

Mas, piora. Isso porque o assassino contratado terceirizou o serviço. Ele ofereceu metade do valor para outra pessoa tirar a vida de Mou. Este segundo assassino contratou um terceiro por valor ainda menor que, por sua vez, passou a função adiante a um quarto homem que também procurou uma quinta pessoa para o trabalho.

O quinto homem contratado não gostou do valor que lhe foi oferecido, achou desrespeitoso. Então, ele disse à vítima para forjar a própria morte e fingir estar morto. Mou procurou a polícia, que descobriu toda a história.

O episódio aconteceu em 2013, segundo o site The Sun. Mas, nesta semana, os cinco assassinos e o empresário mandante do crime foram condenados na cidade de Nanning.

E, assim como o preço, a pena entre eles também variou. O empresário teve a maior pena e foi condenado a cinco anos de prisão. O primeiro assassino contratado pegou três anos e seis meses, o segundo e o terceiro foram sentenciados a três anos e três meses, o quarto a três anos e o quinto a dois anos e sete meses.

Empresa preserva tatuagens de pessoas mortas e as enquadra para familiares:

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos