Apesar de jogadas de marketing de gosto duvidoso estarem todo dia presente em estabelecimentos comerciais, o Burger King deu a melhor resposta ao ser acusado de usar funcionários com deficiência como promoção.

Em algumas lojas, a rede de fast food tem atendentes com deficiências. Nestes lugares, existem placas mostrando como fazer pedidos usando linguagem de sinais e indicando como os clientes podem ser atendidos e interagirem da maneira mais eficiente com a chamada “equipe especial”.

Mas, um cliente, após ser atendido em Bali, na Indonésia, por um menino com deficiência auditiva, reclamou publicamente da iniciativa. “Devo respeitar o Burger King por fazer isto ou dizer que é só mais uma estratégia de marketing ruim para gerar empatia com a marca?”.

Em sua conta do Twitter, o Burger King local deu a melhor resposta, que se tornou viral nos últimos dias. “Esta não é uma estratégia de marketing ruim. É só um direito igual de todo mundo em ter um trabalho decente. Obrigada por avisar”, escreveu.

Expectativa x realidade de lanches em redes fast-food:

Fechar X
Sem mais artigos