O distanciamento social provocado pela pandemia do coronavírus acarretou em diversas mudanças no que brasileiros comem e consomem. E de acordo com uma nova pesquisa, durante a quarentena os consumidores estão cada vez mais interessados nos famosos snacks.

Diante da impossibilidade ou dificuldade de ir aos mercados, a venda de mantimentos pela internet chegou a aumentar 233% na segunda semana de Abril, como mostra o estudo realizado pela empresa de tecnologia Criteo.  Produtos como salgadinhos e chocolates estão entre os itens que tiveram o maior crescimento de consumo online no Brasil neste período.

Mas a categoria dos snacks é a que reina. A demanda por eles cresceu 722% e superou até mesmo outras categorias de alimentos, como chocolates e balas, pães e doces e panificação, que estavam em alta nas duas semanas anteriores.

A empresa afirma que o estágio do surto de coronavírus em cada país influencia quais categorias se destacam mais. Para obter tais resultados, a Criteo baseou-se em um banco de dados com informações de mais de 80 países e 2 bilhões de compradores mensais ativos.

Webcams em alta

Na área de eletrônicos, um dos produtos mais procurados no Brasil são as webcams – uma tendência que acompanha as novas rotinas de trabalho e estudo à distância. O produto vem sendo utilizado em escritórios e salas de aula em casa. Tripés e acessórios para câmera também estão entre os itens que mais crescem na categoria.

Já a venda de games aumentou 282%! Outras categorias que registraram um crescimento importante foram acessórios para computador, televisões, produtos de impressão, computadores e roteadores.

Cuidando do lar e de si

Passando a maior parte do tempo em casa, os consumidores estão à procura de conforto. Por isso, a demanda por móveis cresceu e mesas e bancadas para trabalho lideram o ranking de vendas, que aumentaram 120%. Os itens para casa também estão sendo bastante procurados.

E como conseqüência do isolamento social, houve um aumento de 126% nas compras de pijamas, vestuário e roupas de cama.

Entre as outras áreas que registraram aumento nas vendas estão: autocuidado, artigos femininos, cuidados respiratórios, cosméticos e maquiagem. Até mesmo a venda de acessórios para exercícios, ioga e pilates foi afetada positivamente, como consequência do fechamento de ginásios e academias.

Coronavírus: fotos mostram porque é essencial lavar bem as mãos

Fechar X
Sem mais artigos