Bailarinas negras

Você já percebeu que a maioria das bailarinas que vemos ou de quem ouvimos falar são brancas? A fotógrafa e professora de uma escola pública de Dallas, nos EUA, TaKiyah Wallace, também notou esse problema quando foi tentar fazer com que sua filha de três anos começasse a fazer balé. E foi exatamente por causa dessa falta de representatividade da mulher negra nesse mundo que ela teve a ideia de criar uma organização que celebra e apoia as bailarinas negras e fazer um ensaio fotográfico com essas mulheres.

Tudo começou quando, numa época em que sua filha não estava matriculada nem numa creche e nem numa escolinha, e TaKiyah queria que ela tivesse a sua primeira experiência fora de casa num lugar que tivesse bastante diversidade, afinal “o cabelo dela não é longo e liso e ela mostra a sua origem afro no que veste”. Como não encontrou nada do gênero, ela decidiu criar uma escola assim: a Brown Girls Do Ballet.

Depois disso, o ensaio fotográfico veio automaticamente: “Eu estava procurando um projeto para fotografar no meu tempo ocioso, então decidi que ele seria fotografar bailarinas negras”. A princípio ela planejava fotografar 12 pequenas bailarinas, mas quando anunciou no Facebook, recebeu respostas de todo o país, ela percebeu que estava em alguma coisa: “Se tornou um viral. Foi aí que eu percebi o quão nós estamos pouco representadas no balé mundial, especialmente no balé clássico”.

Se liga em algumas das fotos tiradas na galeria abaixo!

Fechar X

Fechar X
Sem mais artigos