Mais de 10 anos após J.K. Rowling lançar o último livro da série ‘Harry Potter’, a guerra contra a saga continua. Desta vez, uma escola católica do Tennessee, nos Estados Unidos, proibiu os alunos do Ensino Fundamental de acessarem os livros na biblioteca.

Em um e-mail obtido pelo jornal Tennessean, o reverendo Dan Reehil, da St. Edward School, alerta os pais que os livros possuem maldições e feitiços reais capazes de invocar espíritos malignos. Na mensagem, segundo o veículo, ele ainda afirma ter consultado diversos exorcistas dos Estados Unidos e Roma, que recomendaram o banimento do material.

“Esses livros contêm mágicas do bem e do mal que não são de verdade, mas sim uma inteligente farsa. As maldições e feitiços usados na série são reais; quando lidos por humanos podem invocar espíritos malignos na presença de quem ler o texto”, escreveu o reverendo.

O Tennessean não conseguiu entrar em contato com Reehil, mas conversou com Rebecca Hammel, superintendente das escolas católicas de Nashville, quem confirmou o envio do e-mail.

De acordo com Hammel, o profissional tomou a decisão após conversar com um pai da comunidade, contudo, a Igreja Católica não tem uma posição oficial sobre a saga ‘Harry Potter’. Ela informa que “cada reverendo tem autoridade canônica para tomar decisões em sua escola”.

Fechar X
Sem mais artigos