Quando você era criança, enxergava-se em suas bonecas? Ou a aparência delas era extremamente diferente da sua?

Se antes havia um único padrão de beleza até mesmo para brinquedos, felizmente isso tem mudado graças a ações como a da estadunidense Amy Jandrisevits. A ex-assistente social é dona da “A Doll Like Me” (“Uma Boneca Como Eu”, em tradução livre), uma marca que personaliza bonecas para se parecerem com seus donos ou suas donas.

Jandrisevits cria bonecas com diferentes tipos de corpos, prótese, albinismo, cicatrizes, marcas de nascença, de acordo com as especificidades de cada cliente. “Acredito que cada criança, independente de gênero, etnicidade, idade, diagnóstico médico ou tipo de corpo, deveria olhar no rosto de uma boneca e se ver”, defendeu em sua página do GoFundMe. Afinal, “é difícil dizer para uma criança que ela é bonita e fazer com que ela acredite, se ela nunca se vê em nada”.

A criadora do projeto compartilha que bonecas são “terapêuticas, validam e confortam”. “Nós obrigatoriamente temos que cuidar das pessoas em nossa vila – a vila global – então é nossa responsabilidade fazer com que todos tenham um lugar na mesa”, completa.

Olha só a alegria desta menina ao ganhar uma boneca igual a ela:

Cada boneca custa US$ 100, cerca de R$ 580. Quando a família não pode pagar, Jandrisevits tentar arcar com todos os custos.

A loja fechou uma parceria com alguns hospitais para identificar quais crianças mais precisam dos brinquedos. Os pacientes escolhidos ganharão uma boneca gratuitamente graças à campanha de financiamento coletivo do GoFundMe, que serve justamente para levantar fundos para pagar a produção e taxa de envio dos produtos.

Fechar X
Sem mais artigos