“Salve Jorge”, nova novela das 21h00 da rede Globo, estreou nesta segunda-feira (22) e já está no meio de uma grande polêmica. Evangélicos estão usando a internet para promover protestos contra a novela de Glória Perez. 
 

Cachos e lisos, curtos e longos: Confira os cabelos que se destacaram em ‘Avenida Brasil’

O site “Exército Universal” formado por frequentadores da Igreja Universal do Reino de Deus, afirma que trama global fará adoração a “Ogum”.

“Sem que percebam e mesmo que não venerem ‘ogum’, muitos lares evangélicos cederão seus espaços para que a entidade espiritual entre e trabalhe. O termo ‘salve’ denota saudação respeitosa. Ao ressoar no recinto as palavras ‘Salve Jorge’, muitos estarão saudando conscientemente o ‘espírito’”, diz um texto do site.

O site ainda afirma que a novela faz apologia ao lesbianismo e critica as personagens vividas por Vera Fischer (a atriz declarou em entrevista que transará com mulheres na trama), e Thammy Gretchen, assumidamente lésbica na vida real, e que viverá uma policial masculinizada na história.

Segundo informações passadas pelos responsáveis pelo “Exército Universal” ao Vírgula Lifestyle, o objetivo da publicação não é um boicote:

“Nossa intenção não foi ‘boicotar’, nossa intenção foi alertar ao povo da IURD (Igreja Universal do Reino de Deus) e aos evangélicos sobre a novela que vai fazer referência ao santo católico, algo contrário a fé dos evangélicos”.

O blog do bispo Edir Macedo também resolveu juntar forças contra a novela e convocou os fieis a assistirem a novela “Rei Davi” que está sendo reprisada pela Rede Record ao invés da novela da Globo transmitida no mesmo horário.

“Quem é mais importante? Davi, o rei que agradou ao coração de Deus, ou Jorge, um deus pagão travestido de santo? Quem merece sua atenção? Quem é o verdadeiro exemplo?”.  Com o texto foi publicada a imagem de Davi atacando São Jorge montado em um cavalo.Procurada pelo Vírgula Lifestyle, a Rede Globo informou:

“A novela não fala de São Jorge, fala do mito do guerreiro, figura existente em qualquer cultura, religiosa ou não. A única coisa que aparece de São Jorge é o fato de ele ser o padroeiro da cavalaria. É por isso que o personagem de Rodrigo Lombardi é devoto dele, pois pede proteção a cada ação. Com o decorrer da novela no ar isso ficará evidente para todos os grupos”.

Sobre a acusação de incentivar o lesbianismo, a emissora declarou que tal fato não tem veracidade: “Não há sequer referência a lesbianismo na trama”.

Sem mais artigos