Uma família inglesa foi multada pelo governo em $788 libras (aproximadamente R$3,6 mil) por ter permitido que dois filhos adolescentes faltassem da escola para viajar durante período letivo.

Katie McDermott, de 36 anos, foi diagnosticada com câncer de mama em 2017. Ela passou por dupla mastectomia e tratamento com quimioterapia. Mas, no fim do ano passado, recebeu a excelente notícia de que havia se livrado da doença. Para comemorar, a família agendou uma semana de férias na Espanha.

Antecipadamente, eles pediram autorização para a escola para que Joseph, de 14 anos, e Oliver, de 12, tivessem seis dias de folga durante o ano. Segundo o site Daily Mail, a escola respondeu ao pedido apenas dois dias antes da viagem e negou que os meninos pudessem faltar das aulas. “Eles disseram que o motivo da viagem não era excepcional”, contou Katie.

Apesar da resposta, a família embarcou rumo à viagem comemorativa. E, ao voltar para casa, encontrou documento que dizia data e horário para comparecerem ao tribunal. Recentemente, a corte determinou a multa.

A família explicou que nunca havia pedido licença para os filhos antes e que as filhas Ava, de 5 anos, e Ella, de 4, haviam tido permissão de suas escolas para viajarem.

“As crianças foram tão bem durante o período de tratamento. Não era fácil, mas elas continuaram indo às aulas e cumprindo seus deveres. A própria escola nos disse que devíamos nos orgulhar de nossos filhos”, comentou Katie.

Fechar X

 

Fechar X
Sem mais artigos