Uma processo incomum indenizou um homem do estado norte-americano da Carolina do Norte com US$ 750 mil pelo seu divórcio.

Kevin Howard processou o amante de sua ex-esposa por ‘alienação de afetos’, lei também conhecida como ‘leis dos destruidores de lares’, que dá ao esposo o direito de levar à justiça uma pessoa que “tenha interferido em sua relação matrimonial de propósito”, segundo explica a CNN. Ou seja: permite processar o ou a amante.

Cynthia Mills, advogada de Howard, explica que a lei é antiga, da época em que “mulheres eram vistas como propriedade”: da mesma forma que um homem poderia processar alguém por roubar seu cavalo, poderia também processar por ‘roubarem sua esposa’. Atualmente, ela ressalta, tanto o homem, quanto a mulher podem levar o amante à justiça.

Muitos estados dos EUA já aboliram esta lei, contudo, ela ainda vigora em vários outros, como Havaí, Novo México, Dakota do Sul e, claro, Carolina do Norte.

De acordo com noticiário WITN, os dois estava junto há 12 anos. “No começo, ela disse que queria se divorciar porque eu trabalhava muito”, explicou Howard.

Eles tentaram fazer terapia de casal, segundo a CNN, mas algo parecia estranho. Foi então que o esposo contratou um detetive particular e descobriu o affair da então companheira com um colega de trabalho.

Howard acusou o amante de ‘roubar sua esposa’ e o juiz decidiu a seu favor em Agosto, ordenando que o homem lhe pagasse uma indenização de US$ 750 mil.

Fechar X
Sem mais artigos