(Da redação) – Um estudo feito pela Universidade John Hopkins mostra que os jovens brasileiros vão mal no quesito de prevenção contra gravidez e DSTs. Mas em matéria de informação e satisfação sexual o resultado é o oposto.

Na pesquisa, os brasileiros aparecem em 1º lugar quando o assunto é confiança sexual – 80% afirmam ser felizes e satisfeitos com a própria sexualidade. O segundo lugar ficou com o México, com 78,4%. A Nigéria aparece em terceiro, com 78,2%. O último da lista é o Japão, onde menos de 55% da população disse ser confiante.

Os amigos são a maior fonte de informações sobre sexo. Outros meios bastante procurados são revistas e internet. Mas, para preocupação dos pesquisadores, os pais e responsáveis são a 7ª opção para conversar sobre o assunto. Apesar dessa péssima colocação no ranking, a opinião dos pais é a mais respeitada.

Outro dado da pesquisa é que, no Brasil, a educação sexual começa aos 13 anos, quando o ideal seria aos 10.

Estudo mostra que jovens brasileiros falham na prevenção a gravidez e DSTs

Qual é o seu ritmo? Seja qual for, venha curti-lo de uma forma diferente!

Fechar X
Sem mais artigos