Alabardas, Alabardas! Espingardas, Espingardas!, romance póstumo do escritor José Saramago, publicado na última terça-feira (23) em Portugal, será lançado dia 27 de outubro no Brasil.

Pilar del Río, sua viúva e tradutora para o espanhol, explicou à Agência EFE que o livro de Saramago (1922-2010) é uma mensagem contra “a violência, a guerra e a barbárie” em um mundo no qual cada vez há mais presença de armas, tanto na Europa, como na América Latina e no Oriente Médio.

“Publicamos os textos como estavam”, acrescentou a jornalista espanhola, que sustentou que os capítulos deixados pelo escritor funcionam perfeitamente como um relato.

Alabardas, Alabardas! Espingardas, Espingardas!, título extraído de um verso do dramaturgo português Gil Vicente, é um livro inacabado que o próprio autor tinha começado no final de 2009 e tinha prosseguido em fevereiro de 2010. 

No entanto, quatro meses depois, Saramago morreu na Ilha de Lanzarote (as Canárias, Espanha) aos 87 anos. A obra tem cerca de 130 páginas.

Mais conhecido por suas obras Ensaio Sobre a Cegueira e Memorial do Convento, Saramago é o único escritor de língua portuguesa a conquistar o Prêmio Nobel de Literatura (1998).

 

Fechar X
Sem mais artigos