Mikhail Bakunin, teórico russo e expoente do anarquismo no século 19, ficou pop no Brasil no último mês. Depois de aparecer como suspeito no inquérito policial de manifestantes presos no Rio de Janeiro, Bakunin terá seus livros relançados no País. A editora Heda vai publicar nesta quinta-feira (14) quatro livros sobre o pensador. Revolução e Liberdade – Cartas de 1987, O Princípio do Estado e Outros Ensaios, Diálogos Imaginários entre Marx e Bakunin e O Deus E o Estado chegarão às livrarias em versões revisadas.

A suspeita da inteligência da PM carioca de que Bakunin fosse um manifestante perigoso ou black bloc virou piada nas redes sociais. No Facebook, um evento foi marcado pela editora para uma “sessão de autógrafos” com a presença do autor. Além disso, a página de humor Bakunin suspeito já tem 21 mil curtidas.

 

Fechar X
Sem mais artigos