Vanessa Hall é uma australiana bastante religiosa. Seu filho, Lachlan, casou-se com Paul em Abril e, para a surpresa dos amigos cristãos da mãe,  foi ela quem o levou até o altar. Não só isso, fez um gesto poderoso ao final do brinde ao amarrar uma faixa LGBTQ+ no vestido, levando o casal às lágrimas.

“Comprei a faixa especificamente para o casamento, mas não tinha certeza se usaria”, contou a escritora ao jornal Metro UK. “Lachlan sempre brincou que esperava me ver um dia balançando a bandeira LGBT. É um tema tão sensível e eu sempre tenho uma razão por trás das coisas que faço, então eu precisava ter certeza que a mensagem era consistente e bem pensada”, explicou.

A decisão de vesti-la foi acertada: “quando coloquei a faixa, era uma promessa a Deus e uma forma de eu reconhecer que gays são amados e aceitos”. E então ela fez um brinde ao amor, “porque no final, o amor vence”, afirmou. “Fiz esse brinde porque parece que a igreja se esqueceu que é por isso que estamos no mundo – não para julgar, mas para amar”, afirmou ao jornal britânico.

Contudo, sua aceitação não foi rápida ou fácil. Muito menos bem recebida por algun amigos religiosos. Em uma publicação em seu blog, Vanessa conta que fez intensas pesquisas sobre a visão do cristianismo em relação à homossexualidade, mas não havia um consenso. O que a fez bater o martelo e decidir comparecer ao casamento do filho foi, de acordo com seu relato, uma oração.

“Em uma noite, me ajoelhei e rezei como nunca tinha rezado. Estava soluçando e disse a Deus ‘você sabe que te amo e sabe que amo meu filho. O que não sei é se o senhor está me pedindo para escolher entre vocês dois… Nesse momento, quase pude ouvi-lo dizendo a mim, ‘abri mão do meu filho para que você não tenha que fazer isso’. Então é por isso que eu, muito feliz, levei Lachlan para o altar para se casar com Paul”.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos