Um jovem de 22 anos deu o que falar em Opelousas, cidade do Estado de Louisiana, nos Estados Unidos. Simplesmente ateou fogo em três igrejas. Metaleiro assumido, ele disse que o crime foi realizado para “melhorar o seu perfil como músico”.

 

 

Até agora autoridades não entenderam a razão por trás da atitude de Holden Matthews, mas a promotoria entende que há algo de cunho racial, já que as três igrejas incendiadas eram predominantemente de religiões afro-americanas.

 

Matthews colocou fogo nas igrejas em um período de 10 dias, a começar pelo final de março do ano passado. O jovem é filho de um xerife da região. Ele foi enquadrado em diversos crimes e pode pegar uma pena de até 70 anos de prisão.

 

“Sua conduta, no mínimo vergonhosa, violou os direitos civis dos paroquianos da igreja e prejudicou as comunidades das que delas se serviam”, explicou um dos assistentes do procurador-geral da cidade.

Fechar X
Sem mais artigos