No Japão, grande parte das empresas exige que mulheres trabalhem usando salto alto. A medida controversa e que restringe a liberdade das trabalhadoras tem sido questionada depois que a atriz Yumi Ishikawa decidiu falar sobre o assunto.

Ela organizou uma petição online e, em poucos dias, conseguiu mais de 20 mil assinaturas para que a regra seja banida.

No entanto, diante do movimento, o ministro da Saúde, Trabalho e Bem-Estar se mostrou mais preocupado com a aparência do que com o conforto da população feminina. “É aceito pela sociedade que usar salto alto no ambiente de trabalho é necessário e razoável”, disse em entrevista ao Kyodo News Agency.

A declaração foi criticada pela oposição, que chama a regra do código de vestimenta de “ultrapassado e antigo”, além de aumentar o assédio nos escritórios.

Claro, vale lembrar que é cientificamente comprovado que o uso excessivo de salto alto causa dores constantes nas costas e nos pés.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos