Uma mulher de 20 anos descobriu estar grávida pela segunda vez apenas quatro meses após ter dado à luz. E, o pior, a culpa foi da sogra.

Segundo um relato postado pela mulher, que não se identificou, no fórum Reddit, a sogra não ficou feliz com a chegada de uma menina e, querendo um neto, furou as camisinhas do casal sem que eles vissem. “Nós ficamos muito felizes com a chegada da nossa filha, mas minha sogra não aceitou ser uma menina e chegou a negar isso durante a gravidez”, disse a mãe no relato.

A mulher continuou dizendo que, após o nascimento da menina, a avó não parava de perguntar quando teriam outro filho. Ela dizia que mulheres não passam o nome da família adiante, por isso queria que fosse um menino.

A avó frequentava a casa do filho e ajudava a cuidar da neta. “Nós amamos a criança vai chegar, mas ficamos confusos sobre como aconteceu porque usamos camisinha todas as vezes e tomamos muito cuidado”, contou.

Quem contou toda a história maluca por trás da gravidez foi a cunhada. “Quando ficou sabendo da gravidez, minha cunhada começou a chorar e pedir desculpa. Disse que a minha sogra estava furando os preservativos enquanto ficava na minha casa ajudando com minha filha”, comentou.

A cunhada achou a história da mãe tão maluca que não levou a sério, por isso não avisou antes. “Estou com tanta raiva. Estou feliz com a gravidez, mas não foi uma escolha. Não foi nem acidente, foi minha sogra querendo ter seu neto menino”, desabafou.

Mãe coruja demais segura mão de noivo e faz cena em casamento:

Fechar X
Sem mais artigos