Sophie Johnson escapou da prisão após juíza alegar atração mútua

Um caso de relação sexual entre uma mulher e um garoto de apenas 14 anos deu o que falar  após sair a sentença da acusação de sexo com menores pela qual ela respondia. A juíza que cuida do caso negou a prisão por considerar que os dois tinham “atração mútua”.

Segundo reportagem do Metro, a juíza Sarah Mallett ainda reiterou ao dar a sentença que Sophie Johnson já foi punida o suficiente por perder o emprego e a casa onde morava em Newcastle após o episódio.

Sophie conheceu o menino, que não teve a identidade revelada, pela internet e se aproximou dele em maio de 2018, quando se deram as relações sexuais.

Apesar de não ser condenada à prisão, Sophie terá de cumprir pena de três anos de serviços comunitários e passar por reabilitação psicológica. A juíza ainda afirmou que espera “que o garoto não tenha sequelas a longo prazo”.

Sem mais artigos