Natacha Bras, de 37 anos, pode ser multada em $45 mil libras (aproximadamente R$169 mil) por ter filmado um homem se masturbando em um trem que ia de Poitiers para Paris, na França. Ela é acusada de invadir a privacidade do passageiro, segundo o site inglês Metro.

Natacha disse que o homem mudou de poltrona durante o trajeto, a xingou de “vagabunda” e se masturbou fazendo contato visual. Na ocasião, ela disse a um funcionário do trem que estava sendo assediada e ele sugeriu que ela mudasse de lugar. “Ainda encontrei outra espécie de homem que acha que é responsabilidade da vítima encontrar uma solução”, argumentou.

Ela filmou tudo como forma de se defender do assédio e ter provas e postou nas redes sociais. Mas, meses depois, teve a notícia de que as imagens poderiam lhe trazer problemas. “Eu posso ser sentenciada a uma penalidade maior do que a dele. Você acha isso aceitável?”, questionou. Isso porque a pena máxima que o homem pode ter é uma multa de $15 mil libras (aproximadamente R$72 mil).

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos