O sistema de saúde australiano divulgou, nesta quarta-feira (7), um levantamento inédito que concluiu que 22 homens deram à luz no país entre os meses de junho de 2018 e junho de 2019. Os dados mostraram ainda que, na última década, 228 pessoas transgêneros que se identificam como homens trouxeram um bebê ao mundo.

A Dra. Lauren Rosewarne, especialista na área e professora da Universidade de Melbourne, disse que os dados provam que a sociedade precisa entender melhor os conceitos de masculinidade. “Masculinidade significa coisas diferentes para pessoas distintas em lugares opostos. Neste caso, para pessoas que passaram pela mudança de gênero, isto é algo que pensaram exaustivamente e também entendem de uma forma menos binária do que o restante da população”, explica.

Ela também argumenta que é preciso pensar antes de opinar sobre as decisões tomadas por pessoas transgêneros e como inserí-las na sociedade de forma mais humana. “Estes homens que deram à luz podem não ter passado por cirurgias de troca de sexo, mas eles se identificam como alguém do sexo masculino. A identidade deles é masculina. O gênero é mais como se enxerga e não sobre pedaços que você tem no corpo”, disse.

De acordo com o site Daily Mail, o estudo foi divulgado junto ao lançamento do documentário ‘Seahorse’, produzido pela BBC, que será divulgado no Festival Internacional de Cinema de Melbourne e narra a trajetória de um homem transgênero de 30 anos durante a gestação.

Mãe usa Instagram para ser honesta sobre gravidez:

Fechar X
Sem mais artigos