Blogueira foi desrespeitada no momento da prisão nas Maldivas

Não é em todo lugar do mundo que você pode se vestir como quiser. Há países que proíbem até o uso do biquíni em alguns lugares. E foi esta restrição que causou um trauma em uma blogueira de viagens que fazia turismo pelas Maldivas.

 

 

A história de Cecilia Jastrzembska ficou conhecida no mundo inteiro após ela ser presa por usar biquíni em uma praia nas Ilhas Maldivas, acusada pelo crime de atentado ao pudor. Há praias da região que proíbem o uso da peça.

 

Após quase um mês do ocorrido, Cecilia falou pela primeira vez sobre o caso e revelou que pensou até que fosse morrer. Isso porque a blogueira achou que estava sendo sequestrada quando as autoridades vieram efetuar a prisão.

 

“Fiquei aterrorizada. Pensei que fosse morrer. Fui humilhada. Eles me forçaram a entrar num carro. Como não estamos uniformizados, achei que estava sendo sequestrada”, disse a britânica ao jornal do país, The Mirror.

 

Cecilia descreveu o momento da prisão como um trauma em sua vida. Ela acusa os policiais de terem dado tapas no seu rosto e chutado a sua barriga durante a detenção. Além disso, teve de ser revistada intimamente por homens.

 

À época, a blogueira foi acusada de estar alcoolizada na praia. Mas após o vídeo que registrou a prisão viralizar, as autoridades locais pediram desculpa pelo incidente e prometeu “profissionalizar os policiais”.

 

Relembre a prisão de Cecilia

 

Fechar X
Sem mais artigos