Uma menina afegã, chamada Hameya e que tinha entre 7 e 10 anos, foi forçada a se casar com um homem três vezes mais velho. Pouco tempo depois, foi torturada e morta pelo marido. Segundo o site inglês Mirror, o homem tem entre 20 e 30 anos.

Segundo a polícia local, o homem torturou a menina para se vingar pela morte de outra menina que também havia sido prometida como sua esposa. O site afirma que o marido já tinha, no mínimo, mais uma mulher.

Apesar do casamento no Afeganistão ser legal apenas para meninas acima de 16 anos e meninos com mais de 18 anos, a prática de casamento infantil ainda persiste mesmo com esforços para erradicá-lo. O cruel costume funciona como uma negociação entre as famílias, que entregam as meninas como moeda de troca nestes acordos. Segundo a ONU, ao menos uma em cada três meninas afegãs é forçada a se casar com menos de 18 anos.

Fechar X
Sem mais artigos