Professor pagou R$ 270 em exame falso para estender feriado na China

Um mau exemplo para os alunos e para a sociedade. Isso foi o que um professor de uma escola na China causou ao comprar um diagnóstico de tuberculose para estender os dias de folga após um feriado no país.

 

 

Junto ao diagnóstico veio até uma radiografia de pulmões debilitados. Tudo custou cerca de R$ 270 ao professor Du, como foi identificado, que dá aula de inglês. Os “documentos” foram apresentados à direção da escola chinesa.

 

A mentira de Du funcionou até ele mesmo deslizar em sua própria história. Para voltar a lecionar, o professor comprou outro diagnóstico, agora para mostrar que já estava curado. Porém, os pais de alunos desconfiaram da rápida cura, já que o espaço de tempo entre um documento e outro era de menos de um mês.

 

A direção da escola resolveu chamar Du para fazer exames em um hospital público da China, onde se constatou que ele nunca havia contraído a doença. O docente assumiu a mentira, pediu desculpas, mas ainda corre o risco de ser mandado embora.

Fechar X
Sem mais artigos