Uma professora do Texas foi demitida após postar informações sobre alunos imigrantes indocumentados na escola onde trabalhava.

A página de Georgia Clark tem vários tuítes sobre alunos que supostamente moram ilegalmente no país, nos quais marca Donald Trump, pensando que ele leria tudo.

Entre esses tuítes, haviam outros em que ela se mostrava a favor do muro prometido pelo presidente. Ela também alegava que a escola “estava dominada pelos [imigrantes] ilegais do México”. 88% dos alunos da Carter-Riverside High School, onde trabalhava, são de descendência hispânica.

Não é a primeira vez que a professora fez comentários que causaram problemas. Em 2013, ela foi suspensa temporariamente por chamar um grupo de alunos latinos de “Little Mexico”. Houve também um incidente no qual um aluno pediu autorização para ir ao banheiro, e ela lhe pediu para “mostrar seus documentos provando sua legalidade”.

Georgia disse que não sabia que os tweets seriam públicos. Muito alegaram que, além do discurso de ódio, as mensagens colocaram em risco a vida de estudantes da escola.

Veja alguns tweets (legenda em português) da professora e mais aqui:

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos