A vida moderna parece ter nos condicionado a viver em em apartamentos que, de tão pequenos, mais parecem caixas de fósforos. Essa arquitetura do empilhamento, sensivelmente retratada no filme argentino “Medianeiras”, chega a níveis agudos em algumas cidades do mundo. Pensando na questão, uma exposição, feita pela  Society for Community Organization (SOCO), retratou as moradias minúsculas de Hong Kong, na China. 

As fotos nos passam um pouco da dimensão de morar em apartamentos conjugados, onde se tem cozinha, sala, banheiro e quarto num mesmo espaço, o que torna tudo muito mais angustiante.

Veja na galeria os “apartamentos”:

Fechar X
Sem mais artigos