Críticos temem que ferramenta seja usada para encontrar passageiros vulneráveis

A empresa Uber quer usar inteligência artificial para identificar nível de sobriedade de passageiros ao usar o aplicativo. O objetivo é informar o motorista sobre as condições do passageiro e oferecer a opção de rejeitar a corrida. O aplicativo usaria uma combinação de localização do passageiro, precisão ao digitar e como está segurando o telefone. A Uber solicitou permissão nos Estados Unidos para usar a tecnologia, segundo informações da BBC.

A função levantou críticas sobre a possibilidade de ser usada com má fé. Motoristas podem usar a ferramenta para identificar passageiros vulneráveis. A CNN reportou que mais de 100 motoristas da Uber nos Estados Unidos foram acusados de abuso sexual nos últimos quatro anos.

Fechar X

Fechar X
Sem mais artigos