As ruas da cidade inglesa de Manchester estão ganhando um herói (ou seriam heróis?) anônimo, que tenta combater o racismo e a xenofobia com um adesivo de cada vez.

Para evitar que mensagens deste cunho cheguem ao público, uma pessoa está colando adesivos com a foto de um gato em cima de cartazes racistas.

“Havia um lixo racista aqui, mas eu cobri com a foto de um gato”, diz a peça.

A ação tem sido registrada por diversos moradores e elogiada nas redes sociais. Segundo o site The Manc, parece que a corrente do bem já se espalhou, pois os adesivos começaram a aparecer na cidade de Brighton.

A identidade do autor é desconhecida, no entanto, a origem dos adesivos é de uma organização antifascista australiana chamada Cracks Appearing Distro. O material é vendido unitariamente ou em pacotes de 10 e 30 stickers no site do grupo por aproximadamente R$ 8, R$18 e R$ 43, respectivamente.

De acordo com o The Manc, os adesivos usados na Inglaterra têm coberto cartazes racistas falsamente atribuídos ao grupo de proteção ao meio ambiente Extinction Rebellion. As propagandas contêm mensagens inflamadas contra a imigração. O veículo afirma que a jogada pode ser uma forma de deslegitimar a organização ambiental.

Fechar X
Sem mais artigos