kinessa veterana de guerra

Participar da guerra do Afeganistão parece ter sido fichinha pra Kinessa Johnson. Após o combate, a moça norte-americana decidiu seguir um rumo um tanto quanto inusitado. Ela largou o exército para se dedicar a luta das causas animais láááááá na África. Logo depois assinar sua baixa nas forças armadas, a loira tatuada se mudou para uma reserva ambiental na Tanzânia, onde passou a integrar a Veterans Empowered to Protect African Wildlife, uma organização sem fins lucrativos dedicada a treinar guardas em localizar e deter caçadores ilegais.

“Nossa intenção não é ferir ninguém, estamos aqui para treinar os guardas a prevenir e impedir a caça ilegal de animais. Na maior parte do tempo, qualquer pessoa numa reserva com uma arma é considerada um perigo e pode ser atingida se um deles se sentir ameaçados”, disse ela, que também é instrutora de tiro, ao Elite Daily.

Kinessa Johnson

“Mas nosso trabalho é evitar esses disparos com movimentos estratégicos e métodos preventivos”, garante a americana, que se juntou à organização em novembro. Desde então, Kinessa compartilha imagens de sua rotina em redes sociais comoFacebook e Instagram, onde, entre cliques de animais selvagens e exibindo suas armas, já atraiu mais de 170 mil seguidores na conta batizada de Beauty in Tragedy(“beleza em risco”, em tradução livre).

Muitos dos admiradores da moça gostam de chamá-la de heroína e elogiam também seus atributos físicos. “O mundo precisa de mais pessoas bonitas como essa. Obrigado por ser você”, escreveu um deles.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos