Em comemoração ao Carnaval, holandeses organizaram uma parada na região central do país, na província de Utrecht, no último domingo (11). Mas diferente dos carros alegóricos superproduzidos, bateria coordenada e coreografias do Carnaval brasileiro, o desfile se aproximou mais de uma festa à fantasia, ao som de hits de música eletrônica, um dos estilos mais populares do país. 

Fantasiados de vaca, mágico, bruxa, bingo, boneca Barbie e até de tempero de comida, os membros dos clubes de Carnaval na Holanda se apresentaram por duas horas nas ruas de Hoogland, na festa mais agitada do centro do país. Segundo a organização, o desfile atraiu cerca de 60 mil pessoas. Nem mesmo a chuva de granizo, que decidiu dar as caras durante a festa, e o frio típico do inverno europeu espantaram o público.

Para participar do desfile, interessados precisam se inscrever com antecedência, escolher tema e reunir um grupo de pessoas para representar o clube. O foco, porém, é “diversão” e não há clima de competitividade. Enquanto alguns clubes produziram carros alegóricos grandes e bem decorados, outros exibiram uma decoração mais simples, e até sistema de som controlado via celular, usando uma lista de músicas no aplicativo Spotify.

A festa contou também com hits do Carnaval holandês, doces distribuídos para crianças, pintura facial e confetti de papel. O período de Carnaval não é feriado nacional na Holanda. As celebrações são mais comuns no sul do país, onde a maioria das pessoas é católica.

Fechar X
Sem mais artigos