Protótipo é perfeitamente adaptável à pele humana, ficando bem visível

Estudantes de uma universidade na China inventaram um relógio que funciona como uma espécie de tatuagem temporária, perfeitamente adaptável ao corpo humano. O objeto tem micropartículas emissoras de luz e está em fase de testes para novas aplicações.

 

 

Liderados por Desheng Kong, a equipe de Engenharia e Ciências Aplicadas da Universidade de Nanjing conseguiram fazer uma camada eletroluminescente do material, que permite a exibição mais brilhante mesmo em superfícies e objetos de baixas tensões.

 

A ideia dos envolvidos na inovação é utilizar o projeto, que ainda se trata de um protótipo, no mercado das novas gerações de smartphones e também na robótica.

 

Os pesquisadores ainda garantem que, com mais testes, o “relógio tattoo” poderá ser usado até na medicina para monitorar as funções de saúde de quem usar, podendo ajudar no controle dos casos de diabetes e problemas cardíacos.

Fechar X
Sem mais artigos