De ponta a ponta, o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, venceu neste domingo o Grande Prêmio da Itália, em prova na qual o líder do Mundial de Fórmula 1, Fernando Alonso, chegou em terceiro e aumentou sua diferença sobre os rivais na classificação geral do campeonato.

Querendo impressionar a Ferrari – com quem negocia a renovação de seu contrato – e a torcida que lotou as arquibancadas do autódromo de Monza, Felipe Massa, que havia largado em terceiro, terminou em quarto, logo atrás de seu companheiro de equipe, a quem teve que ceder uma ultrapassagem.

O segundo colocado foi o mexicano Sergio Pérez, da Sauber, que apostou em uma estratégia de dois pit-stops tardios e fez uma bela corrida.

O outro brasileiro no grid, Bruno Senna, também pontuou, ao chegar em 10º, uma posição à frente do venezuelano Pastor Maldonado, com quem corre pela Williams.

Com a vitória de hoje, que sua terceira no ano, Hamilton saltou para a vice-liderança do campeonato, com 142 pontos, um a mais que o finlandês Kimi Raikkonen, da Lotus, quinto colocado na prova de hoje e que por sua vez tem um de vantagem sobre o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull. Alonso, por sua vez, tem agora 179 pontos.

A corrida deste domingo não foi nada boa para dois dos principais adversários do espanhol. Jenson Button, que após vencer a última etapa do Mundial, na Bélgica, chegou a falar que estava na briga pelo título, não completou a prova em Monza, com problemas no motor de sua McLaren. E Sebastian Vettel, que hoje fechou a porta para o piloto da Ferrari em uma disputa de posição e por isso foi punido com um ‘drive-through’, teve o mesmo problema de Button e abandonou no fim, quando estava em sexto.

Alonso chegou a andar em segundo, atrás apenas de Hamilton, quando ultrapassou Massa sem precisar se esforçar – o brasileiro abriu caminho, atendendo ao jogo de equipe. O espanhol, porém, perdeu a posição mais tarde para Sergio Pérez, que, com pneus em melhor estado, também havia deixado o brasileiro para trás. Na frente, Hamilton, poupando o carro, garantiu a vitória sem sobressaltos.

A próxima etapa do Mundial de Fórmula 1 será o GP de Cingapura, no dia 23 de setembro.

Fechar X
Sem mais artigos