Em entreviasta ao diário francês L’Équipe divulgada neste sábado (05), Zlatan Ibrahimovic respondeu ao presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, que havia lhe chamado de “princesa magoada” (relembre aqui).

“Respeito os dirigentes do Bayern e não quero entrar em polêmicas. Agora, a única coisa que não aceito é esse Whyness… Qual é mesmo o seu nome? (Hoeness, diz o jornalista) Sim, esse mesmo, não queria que fosse o meu conselheiro fiscal”, afirmou o sueco, em claras alusões ao escândalo de sonegação de impostos as quais o cartola é acusado (relembre aqui).

Vale lembrar que foi o atacante do Paris Saint-Germain quem iniciou as polêmicas com o clube alemão, já que fez críticas ao atual técnico dos bávaros, Josep Guardiola, espanhol que o treinou quando ambos estavam no Barcelona.

Ibra, porém, pode estar dando pano para a manga. Caso desconheça mesmo quem é Uli Hoeness, pode ser acusado de não saber de parte da história do futebol. Quando jogador, o atual presidente do Bayern foi um grande atacante, tricampeão campeão europeu com o clube que preside (1974 a 1976), além de também ser titular na campanha da Alemanha campeã europeia de 1972 e no bicampeonato da Copa do Mundo, em 1974, quando era parceiro de ataque de Gerd Müller.

Fechar X
Sem mais artigos