Indignados com a possibilidade da Portuguesa ser punida no caso envolvendo a escalação irregular do meia Héverton, no último domingo (08), contra o Grêmio, no Canindé, nove jogadores do atual elenco lusitano estarão presentes no julgamento de segunda-feira (16), na sede do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro, às 17h.

Capitão da equipe, o zagueiro Valdomiro é um dos jogadores que confirmou presença no julgamento. O goleiro reserva Glédson e o lateral esquerdo Bryan também confirmaram presença, além de outros seis atletas, cujos nomes ainda não foram divulgados.

Novo reforço do São Paulo, o lateral direito Luis Ricardo também teria sido procurado para participar do protesto dos atletas, mas ele não foi contactado. O voô dos atletas para o Rio de Janeiro está confirmado para segunda, às 13h40, com previsão de chegada às 14h20.

Além dos jogadores da Portuguesa, um movimento de torcedores também irá protestar contra o julgamento do STJD, que poderá beneficiar o Fluminense e livrar a equipe carioca do rebaixamento do Brasileirão. São esperados mais de 3 mil pessoas no vão livre do Masp, na Avenida Paulista, no sábado (14), às 15h.

Os organizadores do movimento pedem um “protesto pacífico, apenas com cartazes e bandeira” no local da manifestação pró Portuguesa.

Revolta do Maestro

Torcedor ilustre da Portuguesa, o Maestro João Carlos Martins, principal garoto propaganda do projeto sócio-torcedor da Portuguesa, entrou com uma ação na justiça comum contra o julgamento do STJD, para que ele seja anulado, qualquer que for o resultado divulgado na segunda-feira.

Fechar X
Sem mais artigos