A polêmica sobre a vitória do alemão Sebastian Vettel no Grande Prêmio da Malásia de Fórmula 1, há quase três semanas, numa prova em que ele desobedeceu ordens da Red Bull e ultrapassou o companheiro de equipe, o australiano Mark Webber ainda não acabou.

E quem deu continuidade ao assunto foi o próprio Vettel. Nesta quarta-feira, o tricampeão considerou não ter feito mais que sua obrigação ao vencer a corrida em Sepang, no último dia 24.

“Não me desculpo por vencer. Acho que é para isso que me contrataram e é para isso que estou aqui. Fico muito feliz por correr e foi isso que fiz”, declarou Vettel à emissora de TV BBC.

“O que surpreendeu as pessoas foi como a corrida acabou. Não há muito mais a ser acrescentado. Me desculpei por me colocar acima da equipe, conversei com todos assim que a corrida acabou”, completou.

O alemão chega para a disputa do GP da China, neste domingo, como líder do Mundial de pilotos, com 40 pontos, nove a mais que o finlandês Kimi Raikkonen (Renault), segundo colocado.

Fechar X
Sem mais artigos