O presidente do Barcelona, Sandro Rosell, afirmou na noite da última quinta-feira (13), em um encontro com empresários na cidade de Granollers, que o Barcelona continuaria disputando o Campeonato Espanhol mesmo caso a Catalunha se tornasse independente.

Rosell participou de uma grande manifestação ocorrida na terça-feira em Barcelona, da qual participaram entre 1 milhão e meio e 2 milhões de pessoas, segundo a organização e a Guarda Municipal, e 600 mil de acordo com o Governo.

Na noite da última quinta (13), em uma ação organizada pela Câmara de Comércio da cidade, o dirigente da equipe catalã declarou sua posição caso a separação entre os territórios ocorra.
“Se um dia a Catalunha fosse independente, não tenho nenhuma dúvida de que o Barça jogaria o Campeonato Espanhol. Não tenho nenhuma dúvida”, declarou o presidente do Barça.
Rosell usou o exemplo do Monaco, que participa do Campeonato Francês, e destacou: “o Barça não é um produto, é um sentimento”.

Fechar X
Sem mais artigos