Angelina Jolie foi escolhida para estampar a última edição da Harper’s Bazaar de 2019 “simplesmente porque não há ninguém como ela”, explicaram os editores. A atriz falou sobre suas batalhas, cicatrizes “visíveis e invisíveis” e como Brad Pitt tem afetado uma de suas maiores vontades.

Aos 44 anos, ela posou nua, sob um véu, representando seu espírito livre e arrojado. Apesar da imagem corajosa pela qual é conhecida, Jolie contou à revista que seu corpo passou por muitas mudanças, particularmente nos últimos quatro anos, acarretando em “cicatrizes visíveis e invisíveis”.

Reprodução/Harper’s Bazaar/Sølve Sundsbø

 

“O mais difícil é lutar contra as invisíveis. A vida dá muitas voltas. Às vezes você se machuca, vê aqueles que você ama sofrendo, e não dá para ser tão live e aberto quanto o seu espírito deseja. Não é novo ou velho, mas eu sinto o sangue voltando a correr em meu corpo”, contou.

A atriz passou por alguns momentos marcantes nos últimos anos. Em 2013, ela fez uma dupla mastectomia preventiva e em 2016, Jolie e Brad Pitt anunciaram o fim do casamento. “Aquela nossa parte que é selvagem, aberta e curiosa pode se fechar ao longo da vida. Seja por dor ou por nos machucarem. Meus filhos conhecem quem eu sou de verdade e têm ajudado a me reencontrar e abraçar esse lado”, revelou a artista.

Jolie ainda afirmou que tem muita vontade de se mudar dos Estados Unidos, contudo, a barreira seria o ex-marido Brad Pitt. “Eu ia amar viver no exterior e farei isso assim que meus filhos completarem 18 anos”, relatou. “Atualmente, preciso ficar onde o pai deles escolhe morar”.

Para 2020, a atriz e ativista tem uma mensagem clara: é preciso lutar. “É hora de lutar. Se há uma batalha nesta vida, é por liberdades e direitos. E se nós temos liberdade, precisamos lutar por aqueles que não têm”.

Fechar X
Sem mais artigos