Quando Pyong Lee foi eliminado do “Big Brother Brasil” na última terça-feira (17), Felipe Neto postou em seu Twitter que “com esse alívio, essa pessoa deixa de existir de uma vez por todas pra mim. Espero, do fundo do coração, que um dia a verdade apareça e as únicas pessoas que podem vir a público falar o que passaram, venham. Até lá, nunca mais tomarei ciência deste ser, não importa o que fale”.

Nesta sexta-feira (20), Anitta enfim abriu o jogo e contou o que poderia ter motivado o mal-estar entre os youtubers. Em resposta à Blogueirinha, que perguntou a Felipe por que ele não contava o “podre”, a cantora respondeu: “porque o caso em questão seria um possível relacionamento abusivo, amiga. Com boletim de ocorrência e tudo”.

Anitta completou que quem contou a notícia para ela não foi Felipe, embora sejam amigos, mas outra pessoa. E explicou: “parece que a menina está com medo de expor e [ser] arrasada pelo povo. Aí ele não deve falar nada porque não tem provas”. Mas ressaltou: “enfim, joguei o que me falaram. Não sei se é verdade. Mas o bom agora é que Pyong pode saber do que se trata e se defender. Ou a menina, se existe de fato, pode expor sem medo porque vai ter gente do lado dela pra apoiar.”

A artista fez questão de frisar que a suposta vítima contará com a ajuda dela, já que sua luta é para que mulheres não tenham medo de denunciar seus agressores.

“Estou eu aqui colocando minha bunda na janela caso seja verdade só para as mulheres saberem que nunca precisam ter medo de buscar justiça. Se o fato existe ou não eu não sei. Mas se existe terá meu apoio. Mulheres sempre terão meu apoio para que o medo não exista mais. E se essa história for tudo uma grande fantasia, segue o baile. Só quis ressaltar mesmo que as mulheres não precisam ter medo nunca”, relatou. “Eu já tive em minha vida… Não é fácil”, completou.

Fechar X
Sem mais artigos