Britney Spears teria revelado à justiça que foi internada em uma clínica psiquiátrica contra sua vontade e obrigada a tomar medicamentos pelo pai, Jamie Spears. Segundo o site de fofocas TMZ, as alegações foram feitas na última sexta (10), durante audiência sobre a tutela da princesa do pop.

As afirmações teriam sido endossadas pelos advogados da mãe, Lynne Spears, que já havia solicitado à justiça mudanças na guarda, antes responsabilidade apenas do pai. Ela pediu para que passasse a ser informada sobre todas as decisões referentes à filha.

De acordo com o site, Britney teria pedido alguns ajustes na tutela para ter mais liberdade. Contudo, o juiz não concordou de imediato, solicitando uma avaliação mental da cantora antes de ponderar qualquer mudança no acordo.

O TMZ diz ter conversado com fontes próximas à cantora. Elas teriam afirmado que a vontade real da artista é encerrar a tutela do pai, que já dura mais de 11 anos.

Muitos fãs já tinham levantado a hipótese de uma internação compulsória em Abril, o que culminou na criação do movimento #FreeBritney nas redes socias. Os rumores tomaram força, acarretando em uma manifestação em frente à prefeitura de West Hollywood, após um podcast vazar o relato de uma fonte anônima.

“Jamie disse, ‘ou você toma os remédios ou os shows serão cancelados, não vou mais te apoiar e você não poderá continuar’. Britney não seguiu as instruções, então ele cumpriu o prometido. ‘Coloque a culpa na minha doença’”, contou o homem ao programa.

Jamie Spears se tornou o guardião legal de Britney após a princesa do pop passar por problemas de ordem mental em 2007.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos