A modelo mineira Carol Marra, de 25 anos, faz seu primeiro ensaio nu, e nada poderia ser melhor para a revista Trip, que também nunca fotografou transexuais. A edição de setembro, que traz o tema “Pênis”, mostra um pouco mais da intimidade da transex, que vai além das roupas e passa por toda a difícil trajetória de vida da, hoje, mulher.

“Meus pais percebiam que eu era diferente desde pequena: Na rua, perguntavam se eu era menino ou menina. Eu ficava de castigo e nem sabia por quê. Não tinha amigos, tive uma infância e adolescência solitárias. Meus pais imaginavam que eu fosse gay, mas não esperavam que eu fosse transexual”, conta em um trecho da revista.

Carol ainda reclama dos homens que, ao saberem que é transexual, a tratam como um “pedaço de carne”, e só querem ir pro motel, mas escondido. Ela diz que prefere ser sozinha a ter que passar por situações como essa, e que pode fazer um homem feliz tanto na cama, quanto fora dela.

“Ninguém precisa gostar de mim, mas respeito é fundamental. Sou um ser humano como outro qualquer, tenho pai e mãe, não sou filha de chocadeira. E não escolhi ser transexual. Eu nasci assim.”

Fechar X
Sem mais artigos