Em entrevista descontraída ao jornal Extra, deste domingo (22), o ator Alexandre Borges, que atualmente interpreta o personagem Cadinho em Avenida Brasil, falou se homem precisa fazer laboratório para viver um mulherengo na televisão. “Acho que precisa, sim. A inspiração pode estar num filme ou num livro…”, disse.

Casado com a atriz Júlia Lemmertz, ele contou se já ficou constrangido com alguma cantada gay. “Máximo que eu escuto é: ‘Ai, que bofe gostoso!’, mas nada invasivo. Tenho vários amigos gays”, confessou.

Questionado se vai assumir as rugas ou ser um senhor botocado, Alexandre respondeu: “Já estou assumindo. Um ator tem que lidar com a passagem do tempo. Imagina eu perder a oportunidade de fazer Rei Lear por ter um corpo de 70 anos na cara de um de 30?”.

Aos 46 anos, o galã ainda deixou claro que nunca usou Viagra.

Sorte a sua, hein Júlia?!

Sem mais artigos