Fechar X

Em entrevista à revista Quem, a atriz Thaila Ayala relembrou os tempos que trabalhou como modelo. “Eu era feia, doente. Eu mostro umas fotos para o Paulo Vilhena ou para minhas amigas e até elas concordam. Eu era muito magra, com o cabelo muito preto, o olho enorme. Era a modelo esquisita, fazia mais a parte fashion, porque trabalhos mais comerciais não me chamavam. Depois fui melhorando”, confessou.

Considerada uma das artistas mais bonitas da televisão brasileira, ela comentou que na época de sua adolescência as coisas eram bem diferentes. “Eu era a vara de cutucar estrelas, era qualquer coisa menos a bonitinha. Sempre fui muito magra, minha mãe já tomou remédio de cavalo para engordar, nossa genética é assim. Na época da escola, sempre usava sutiã com mil bojos, três calças uma em cima da outra”, contou.

Para Thaila, a mudança no seu visual melhorou com o passar dos anos. “Conforme você vai ficando mulher o corpo vai ganhando umas forminhas, e também faço ballet, mas acho que é mais amadurecimento, a mudança de idade mesmo”, disse.

A atriz ainda falou sobre contracenar pela primeira vez ao lado marido, Paulo Vilhena, na série Amores Santistas. “Achei que fosse ser fácil por já ter intimidade. É bom, mas é difícil resgatar aquele primeiro olhar, aquele encanto da primeira vista”, declarou.

Sobre a vida de casada, Ayala afirmou: “Existe uma responsabilidade, pode até ser inconsciente, para mim existe uma responsabilidade maior de dar certo, quase uma nóia. Mas está gostoso, delícia”, finalizou.

Confira imagens da carreira de Thaila Ayala e do casamento com Vilhena no álbum acima.

Fechar X
Sem mais artigos