Nesse mundo tem louco pra tudo.

Raymond Dublin foi condenando a 18 meses de prisão por lamber os pés de uma mulher em uma mercearia em Bellingham, EUA.

O homem declarou-se culpado das acusações um pouco antes de ir a julgamento.

Seu advogado queria uma pena alternativa, pediu ao juíz dois anos de terapia, mas o reverendo disse que isso não era suficiente para punir o podólatra.

Em outra acusação da mesma linha, Dublin aproximou-se de uma mulher que fazia compras em um supermercado e começou a lamber seus pés.

No mínimo estranho essas atitudes, vocês não acham?

Fechar X
Sem mais artigos