Taylor Swift brilhou nesta terça-feira (23) ao ser uma das artistas a liderar as indicações do VMA 2019 e ao lançar música nova, ‘The Archer’. Mas ela também passou por um baita susto. Segundo o jornal The Westerly Sun, um homem de 32 anos foi preso pela polícia ao tentar invadir a casa da estrela, que felizmente não estava no local.

David Page Liddle foi pego na última sexta-feira rondando a mansão, em Rhode Island, e denunciado às autoridades por se comportar de maneira suspeita. De acordo com os policiais ouvidos pelo veículo, ele já tinha um “histórico” e estava na lista negra da equipe de segurança.

“Os seguranças da propriedade nos disseram que ele já constava na lista de atenção, pois suspeitavam que sua presença poderia se tornar uma ameaça”, explicou o oficial Shawn Lacey. “Entendemos que ele pode ter visitado outras propriedades de Taylor Swift anteriormente”.

Ao ser abordado, Linddle contou que tinha viajado para “conversar com Taylor”. “Ele insistiu que a conhecia pessoalmente e tinha vindo visitá-la. Disse que estava se lançando na carreira musical e ela tinha concordado em ajudá-lo” revelou Lacey.

Foi expedindo contra o suspeito uma ordem de restrição, que o proíbe de tentar se comunicar com a cantora ou visitar qualquer uma de suas propriedades. Ele ainda precisará passar por uma avaliação psiquiátrica.

Taylor tem problemas recorrentes com stalkers. Em Abril, um homem foi condenado a dois anos de prisão após invadir a casa da cantora pela terceira vez. Ela também começou a utilizar tecnologia de reconhecimento facial em seus shows para tentar se proteger.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos