“Se ele é um bilionário agora, imagine no que se transformará mais para frente. Ele só está começando”. É assim que o produtor musical Kasseem ‘Swizz Beatz’ Dean encara Jay-Z, quem acaba de entrar para o seleto grupo de bilionários, de acordo com a Revista Forbes.

O rapper de 49 anos é o primeiro artista do hip-hop a acumular uma fortuna de US$1 bilhão. E não é à toa: além de um premiado músico – são 14 álbuns no topo das paradas, 22 Grammys e um catálogo musical equivalente a US$75 milhões – ele possui ações em companhias como Uber, investe em marcas de bebidas e propriedades, é o responsável pelo serviço de streaming musical Tidal e possui uma coleção de arte avaliada em US$70 milhões.

Shawn Carter, o nome de batismo de Jay-Z,  cresceu em um projeto habitacional do Brooklyn, em Nova York, e chegou a traficar drogas. Em 1996 ele abriu sua própria gravadora, a Roc-A-Fella Records, por onde lançou o primeiro álbum ‘Reasonable Doubt’.

Para Swizz, o marido de Beyoncé é um modelo a ser seguido: “é algo maior que o hip-hop… É um modelo para a nossa cultura. Um cara que se parece com a gente, soa como a gente, nos ama, chegou a um lugar que sempre pensamos estar acima de nós”.

Fechar X
Fechar X
Sem mais artigos