O jornalista Guga Chacra, correspondente da Globo News em Nova York, foi ameaçado de morte no Twitter, na última quarta-feira (1).

Ele escreveu um tweet em que fala de uma palestra sobre as relações entre Israel e EUA que dará hoje via conferência na Casa do Saber, do Rio. Na sequência, um homem, que não tem o rosto identificado no perfil, comentou: “eu, motorista de caminhão, quero ver você morto a paulada”.

Apesar de a postagem ter sido apagada logo em seguida, o jornalista registrou a imagem e o denunciou. “Este cidadão acabou de me ameaçar de morte. O tweet abaixo, já fotografado, será encaminhado para as autoridades. Recomendo darem uma olhada no perfil de quem me ameaçou. O covarde que me ameaçou apagou a conta no Twitter. Mas segue a foto. Não vai escapar. Já foi denunciado às autoridades”, disse Chacra.

Os seguidores o apoiaram e teve, inclusive, algumas pessoas que foram pesquisar mais informações sobre o perfil que fez a ameaça. “Sinto muito Guga, podemos discordar de você ou qualaquer outro integrante das redes sociais, mas ameaçar não pode nunca!” e Certíssimo… Atentado contra a integridade e a vida de alguém deve sempre ser passível de punição!”, foram alguns dos comentários de apoio deixados.

Guga Chacra, de 42 anos, é comentarista do ‘Globonews Internacional’ e ‘Jornal das Dez’ direto de Nova York. Ele é conhecido por falar sobre as relações políticas do Oriente Médio.

Sem mais artigos